Início O cão de gadoManual de criaçãoA conservação do LoboVantagens do Cão de GadoOutros métodos de protecção

Noticias
Eventos
Divulgação
Bibliografia
Os nossos cães
Projectos
Legislação
Colaboradores
Apoios
Ligações
Contactos
Voltar à página do Grupo Lobo

Voltar ao Manual de criação

Como educar um cão de gado?

Integração no gado

Logo após o desmame (2 meses de idade) o cachorro deve ser colocado com o gado e permanecer sempre com ele, evitando todo o contacto desnecessário com pessoas (especialmente crianças) ou outros cães. O cão deve ser mantido juntamente com o gado, num curral de onde não possa fugir. No curral do gado deve ser preparado um pequeno compartimento para onde o cão se pode retirar sempre que o gado for mais agressivo. Este compartimento deve ser feito para que o cachorro possa entrar e sair livremente, mas o gado não. No interior deve ser colocada a gamela com a comida do cão. A água deve estar numa zona comum para promover o contacto entre o cachorro e o gado. Após um período de habituação ao gado (nunca inferior a 15 dias), o cachorro pode começar a acompanhar o gado durante o pastoreio. É este o segredo para que o cão acompanhe o gado nas suas deslocações e que esteja sempre presente se algum predador tentar atacar o rebanho. Em regiões onde a pressão dos predadores é grande, o cão só deverá começar a acompanhar o gado depois dos 6-8 meses de idade, quando já tem mais capacidade para se defender.

Desenvolvimento do cão

Durante o crescimento o cão passa por diferentes fases. Um cão jovem, 5-10 meses de idade, pode demonstrar um comportamento muito brincalhão e imaturo e poderá cometer alguns erros. Enquanto brinca o cão pode perseguir o gado, puxar a lã ou mordiscar as orelhas dos cordeiros ou cabritos. Este comportamento não é desejável e deve ser corrigido para que não se torne num problema sério. No entanto, alguma brincadeira mais ligeira pode ser tolerada pois trata-se de um comportamento social que pode reforçar a ligação ao gado. Não se pode esperar que um cão juvenil actue como um cão adulto, que é mais confiante e tem mais experiência. Um Cão de Gado só atinge a maturidade com ano e meio, dois anos de idade, e só nessa altura se pode saber com certeza se é ou não um guardião eficaz. No entanto, um bom cão geralmente demonstra mais cedo o seu potencial.

Contacto humano

O nível de contacto com pessoas depende do comportamento do cão. Para cachorros tímidos deve aumentar-se o contacto com as pessoas. No entanto, devemos ter presente que contacto humano em excesso irá diminuir a ligação do cão ao gado, fazendo com que abandone o gado em busca da companhia das pessoas. Por outro lado, muito pouco contacto humano pode fazer com que o cão se torne tímido ou com medo das pessoas. Estes cães são mais difíceis de manusear, nomeadamente durante um exame físico, e mais difíceis de controlar no rebanho. Podem também tornar-se mais agressivos com pessoas estranhas.

Treino de obediência

Qualquer treino de obediência excessivo ou desnecessário pode comprometer a eficácia do cão uma vez que irá aumentar a ligação com as pessoas em detrimento da ligação com o gado. No entanto, é importante que o cão perceba a ordem “Não” e que pare o que estava a fazer quando a ordem é dada. Deve vir ao dono quando é chamado pelo nome, para que seja fácil de agarrar sempre que for necessário. Também é útil que esteja habituado a andar à trela, nomeadamente quando é necessário transportá-lo ao veterinário ou ficar acorrentado durante alguns tratamentos.

Cuidados a ter em pastagens vedadas

Os cães que são mantidos com rebanhos em pastagens vedadas devem ser visitados diariamente para verificar se o cão se está a portar correctamente e se permanece com o gado. Nestas visitas deve também verificar-se se o cão se está a desenvolver bem ou se não está doente. No caso de ser necessário alimentar o cão na pastagem pode utilizar-se um comedouro automático para colocar a ração. Este deve ser mantido longe do alcance do gado, se necessário construir uma barreira à sua volta, para evitar que o gado coma a ração. Também se deve colocar algum tipo de abrigo para os cães na pastagem. Isto pode ser importante porque alguns cães consideram este abrigo e a área envolvente como o seu território.